O Corredor Norte tem se consolidado como a melhor opção para o escoamento da produção da região Centro-Oeste, e segue expandindo a cada ano. Hoje, os portos do Norte já são responsáveis pelo escoamento de quase 40% da produção de soja e milho do Mato Grosso.

A Hidrovias do Brasil está presente no Arco Norte com a melhor estrutura para atender a demanda de seus clientes.

CONHEÇA NOSSA ESTRUTURA

Estação de Trasbordo de Carga – ETC Mirituba

Inaugurada em 2016, a ETC Miritituba, localizada no município de Itaituba (PA) recepciona os caminhões que chegam com produtos pela BR163 e faz o carregamento em barcaças que conduzem os itens até o porto para a exportação.

 

Destaques:

Capacidade para operação de 2 produtos ao mesmo tempo (milho e soja);

144.000 toneladas de capacidade estática – Maior da região;

4 tombadores com capacidade média de 22.000 toneladas ao dia;

Píer Flutuante com capacidade média de 26.000 toneladas ao dia.

Terminal de Uso Privado – TUP Vila do Conde

Desde 2016, o TUP Vila do Conde recebe barcaças e caminhões com produtos de origem vegetal, tais como soja e milho, e realiza todo o processo de armazenagem e transferência para os navios de exportação.

 

Destaques

240 mil toneladas de capacidade estática para armazenagem de milho e soja;

A companhia já possui licença para expandir a capacidade estática até 360 mil toneladas e o terreno atual já comportaria essa expansão e até mais, otimizando os futuros investimentos;

Capacidade de descarregamento de barcaças com média de 30 mil toneladas por dia;

Prancha de carregamento de shiploader com capacidade para 30 mil toneladas por dia;

Píer de navios: Capacidade de operar navios capesize em nosso píer/ terminal;

1 berço (sistema misto de fundeio) para recepção de navios de fertilizantes, com line up reduzido.

Operação de Fertilizantes

Desde 2017, a Hidrovias do Brasil foi pioneira em viabilizar a importação de fertilizante ao Brasil na rota entre Barcarena a Miritituba, trazendo mais competitividade ao agronegócio brasileiro, por meio da utilização do frete de retorno.

 

Destaques

Nossa operação de fertilizantes ocorre na CDP (Companhia Docas do Pará);

Temos capacidade de transporte de 500 mil toneladas por ano.